FROM SCRATCH NEWSWIRE

SCAVENGING THE INTERNET

CRISE CHEGA AO MERCADO DE MOTOS – Setor tinha previsões de vendas recordes para 2008, mas ano termina com expectativa de demissões

Posted by Gilmour Poincaree on November 19, 2008

Terça-Feira – 18/11/2008

por Ricardo Ritzel

A crise financeira mundial já começou a mudar os planos da indústria de motocicletas brasileira, diminuindo drasticamente o clima de euforia que havia no mercado desde janeiro. Tanto a Honda quanto a Yamaha, as principais fábricas de motocicletas do País, interromperam por 10 dias a produção de motos no último mês de outubro. E, conseqüentemente, alterando toda a expectativa de vendas das concessionárias e revendedoras deste tipo de veículo e seus consumidores.

A crise chegou e com ela mudam também as previsões de vendas recordes de motocicletas para este ano. Segundo os empresários do setor, as causas são a diminuição do prazo de pagamento, a porcentagem do valor financiado e, é claro, o valor dos juros cobrados pelas financeiras, que até o último agosto, proporcionavam crédito para mais de 90% das vendas de motocicletas em todo País.

Em Santa Maria, as principais lojas já estão se adaptando aos novos tempos e projetam um futuro próximo sombrio para o setor, inclusive com demissões. “Não existe mercado de motocicletas desde setembro no Brasil. Existe sim, algumas vendas e uma demanda reprimida, já que muita gente necessita deste tipo de veículo para trabalhar”, enfatizou Lucrécio Trevisan Freitas, diretor da Mega Motos, revendedora Kasinsky da região.

Freitas comentou também que sua loja vendia cerca de 30 motos por mês até o mês de agosto e, depois da crise, comercializou apenas nove em setembro, seis em outubro e tem uma previsão otimista de nove motos para novembro. “As vendas caíram cerca de 70%. Principalmente pelos juros que subiram de 1,9% ao mês para 3,4% e aumentam em muito o custo final do produto, como também, pelo corte no financiamento de motos usadas”, disse.

Segundo o empresário, com a crise ele foi obrigado a dar férias coletivas para metade de seus funcionários no mês de novembro, e, em dezembro, contemplar com a medida a outra metade dos colaboradores. “Se não mudar esta situação de mercado até o final do ano, certamente haverá demissões”, falou.

Já o supervisor de vendas da MaxiMotos, revendedora Suzuki de Santa Maria e região, Wilson César, as vendas caíram cerca de 40% nos últimos meses, principalmente pelos altos juros praticados depois da crise financeira mundial. César também enfatizou uma alternativa para quem necessita adquirir um desses veículos. “Para quem está comprando, é importante conhecer não apenas o produto e suas características, mas também o valor total do financiamento e os números exatos dos juros praticados por cada financeira para poder compará-las. Às vezes, estes pequenos números distintos fazem a diferença no final e proporcionam uma aquisição mais em conta para o consumidor”, comentou.

As demissões de funcionários também fazem parte das previsões de Claiton Minussi, diretor da Azzura, revendedora Yamaha da região. “Demissões são minhas últimas cartadas. Acredito em uma recuperação do mercado em algumas semanas”, enfatizou. Para Claiton, houve uma euforia no mercado com a grande liberação de crédito para o setor, mas aquelas empresas que perceberam esta situação atípica do mercado, precaveram-se e hoje estão em situação mais segura. “O consumidor tem que passar uma borracha nessas ofertas incríveis que o mercado oferecia até agosto e se adaptar a outros tempos, não piores que janeiro de 2008 e nem melhores. Iguais.”, comentou.

CLICK HERE FOR THE ORIGINAL ARTICLE

PUBLISHED BY ‘A RAZÃO’ (Brasil)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: